Quando a ansiedade passa a ser uma doença

Quando a ansiedade passa a ser uma doença

A Ansiedade é um dos grandes males do nosso tempo, não é à toa que existem vários tipos de ansiedade já classificadas.

O QUE É ANSIEDADE?

Ansiedade é uma reação ao perigo percebido. Ela provoca uma um estado de tensão e alerta diante de determinada situação, que pode real ou imaginária. Ela é diferente do medo propriamente dito porque não existe um estímulo específico que a provoque.

Você pode perceber que está ansioso porque ela provoca uma tensão, uma inquietação que o deixa inseguro ou preocupado com “algo” que não consegue saber direito o que é. Você se sente impotente, fica agitado, desconfortável, mas não consegue identificar o motivo.

A pessoa ansiosa vive constantemente preocupada com o futuro. Muita gente se autointitula como ansiosa, mas nem todas apresentam Transtornos de Ansiedade.

É normal sentir ansiedade às vésperas de um acontecimento importante, quando criamos uma série de expectativas como um casamento, o nascimento de um filho, o baile de formatura, uma viagem de férias e até quando nos apaixonamos.

A ansiedade se torna um problema quando as sensações de tensão e preocupação são constantes e geram um desgaste emocional prolongado, passando para um estado permanente de alerta, gerando inúmeros prejuízos para vida das pessoas. Neste caso, o indivíduo pode desenvolver algum tipo Transtorno de Ansiedade. 

 

CONHEÇA OS PRINCIPAIS TIPOS DE TRANSTORNO DE ANSIEDADE:

TRANSTORNO DE ANSIEDADE GENERALIZADA (TAG)

O TAG corresponde a um quadro onde os sentimentos de ansiedade, tensão e preocupação tomam proporções excessivas e constantes sem que exista uma razão específica para que isto aconteça.

Precisa ter duração superior a 6 meses e, em geral, vem acompanhado de dificuldades para dormir, irritabilidade, falta de concentração e cansaço geral. 

REAÇÃO AGUDA AO ESTRESSE

Corresponde a um quadro temporário, não crônico, causado pela exposição a eventos altamente estressantes, que envolvam desgaste físico ou mental.

Comum em pessoas que foram vítimas de algum tipo de violência, ou convivência contínua em situação de abuso emocional como assédio moral, lares violentos e graves problemas de saúde.

Os sintomas incluem: ondas de calor, sudorese, taquicardia, agitação, desorientação e até estados de amnésia parcial.

TRANSTORNO DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO (TEPT)

O TEPT se instaura em indivíduos que passaram por situações altamente estressoras e angustiantes como sequestro, acidentes graves, perdas trágicas, abusos sexual, estupro, tortura, guerras, terremotos,  enchentes.

A pessoa que sofre de Estresse Pós-Traumático é acometida por pensamentos intrusivos frequentes, ou pesadelos que o levam ficar revivendo o momento do trauma e sentindo as mesmas sensações experimentadas na ocasião traumática.

Uma vítima de violência, como sequestro, por exemplo, pode passar a evitar sair de casa porque algumas pessoas na rua podem fazem com que se lembre do agressor. Ou uma pessoa que passou por um acidente de carro pode não conseguir mais entrar num carro.

Os sintomas mais comuns são: comportamentos de esquiva e retraimento, recordações constantes e intrusivas do evento traumático, ausência total de prazer, insônia, hipervigilância, ideação suicida e desenvolver comorbidades como a Depressão por exemplo.

SÍNDROME DO PÂNICO

A síndrome do  pânico é um tipo de transtorno de ansiedade no qual a pessoa é acometida por sentimentos repentinos de angústia, desespero, sensação de catástrofe iminente, medo de morrer, medo de enlouquecer e perder o controle. Entre os sintomas estão a falta de ar, taquicardia, tremores, calafrios, dor no peito, sudorese, vertigens, enjoo, incapacidade de se controlar.

Para ser diagnosticado, o indivíduo precisa apresentar pelo menos 4 dos sintomas citados.

TRANSTORNO OBSESSIVOS COMPULSIVO (TOC)

Caracteriza-se pela presença pensamentos intrusivos recorrentes acompanhados de compulsões comportamentais ou mentais. A pessoa que sofre de TOC é incapaz de controlar ou banir tais pensamentos obsessivos.

Na busca de diminuir a ansiedade provocada por estes pensamentos a pessoa passa a praticar atos repetitivos, excessivos, que comprometem sua vida funcional, passando a adotar práticas e rituais muitas vezes bizarros. As obsessões mais comuns estão relacionadas à limpeza, organização, pavor de contaminação, impulsos ligados à sexualidade e à religiosidade, dúvidas repetidas e impulsos de agressividade.

Exemplos: limpar a casa excessivamente, lavar as mãos ou tomar banho repetidamente, averiguar se executou uma ação por inúmeras vezes como trancar a porta ou desligar o fogo, ficar organizando os objetivos com rigor de ordem e simetria, praticar rituais mentais como construção de frases ou atos bizarros para afastar uma ideia inaceitável.

Todos os transtornos de ansiedade podem e devem ser tratados. Consulte um especialista. Sabia mais sobre os tipos de tratamento no próximo artigo “Como tratar os transtornos de ansiedade?”.

COMO TRATAR OS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE? 

Medicação

É importante se consultar com médico psiquiatra que irá prescrever a medicação indicada para regulação do humor, só o especialista poderá indicar o a medicação específica para cada pessoa para alívio e remissão dos sintomas físicos.

Respiração diafragmática

A respiração é autorregulatória, aprender a inspirar usando o músculo do diafragma, ao inspirar em 4 tempos e expirar soltando o ar em 8 tempos, esvaziando todo ar dos pulmões.

 Técnicas de relaxamento

Sempre é indicada alguma prática de relaxamento que contribuem para reduzir ou desativar o aumento da ansiedade ( relaxamento progressivo, por exemplo).

Atividade física

Recomenda-se também a prática de exercícios físicos pois estimulam a produção de neurotransmissores como a endorfina e a dopamina que proporcionam bem-estar. O ideal é variar as atividades para manter a motivação.

Terapias holísticas

A prática de yoga, meditação, acupuntura, musicoterapia, reike, entre outras também auxiliam muito o tratamento. Em alguns casos também é indicada a hipnose .

Psicoterapia

O acompanhamento psicológico é essencial no tratamento de Transtornos de Ansiedade para trabalhar os pensamentos distorcidos e ressignificar a experiência.

A TCC é uma grande aliada para aprender a regular as emoções sendo muito eficaz nos tratamentos de Transtorno de Ansiedade.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre esse tema ou queira saber mais deixe aqui o seu comentário. Até a próxima!

Segue abaixo o link de uma reportagem exibida no Fantástico sobre o tema ansiedade.

https://www.youtube.com/watch?v=fCK1MEXAreE

 

Este texto foi escrito por:
Elisete Costa de Melo
Psicóloga
Cognitivo Comportamental e Terapeuta Familiar
CRP 06/62351

Tenho plena consciência do mal que estou passando mas mesmo assim não tenho o menor controle .estou a busca de ajuda de todas as maneiras pois é a coisa mais terrível q um ser pode enfrentar.sou anciosa …morro de medo da solidão…da velhice sem socorro.odeio lembrar do passado em geral …Eu vivo um tormento na alma .gostaria de encontrar o alívio para também ajudar outras pessoas …Já nem sei qual atitude tomar…Obrigado.Rita Rezende Alvim

Cara Rita, ter consciência de que precisa de ajuda é o primeiro passo, é preciso coragem e despojamento para iniciar um processo terapêutico. Muitas pessoas que fazem o tratamento têm bons resultados. No final do meu artigo eu falo sobre formas de tratamento que são eficazes e sobre a psicoterapia. Você já procurou terapia cogntivo comportamental? Claro que o principal é a sua vontade de melhorar, seja lá qual for o tratamento. Abraço.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *