Por que tantos adultos reagem como crianças?

Por que tantos adultos reagem como crianças?

Normalmente espera-se dos adultos que em situações adversas, ajam de forma coerente, integrando seus pensamentos e emoções para lidar eficazmente com as circunstâncias da vida. Mas, o que se vê na prática, são adultos que se comportam de  modo irracional, reagindo como se fossem crianças.

Quando um adulto reage melodramaticamente a uma mudança em sua vida como: apaixonar-se, mudar de emprego, mudar de cidade, perder uma oportunidade e reage de forma exagerada com explosões de raiva, ou medo descontrolado ele está manifestando as mesmas reações de uma criança que não tem controle sobre suas emoções. Isso revela que ainda é dependente e impotente perante a vida e o mundo.

Mas por que isso acontece?

O que diferencia a criança do adulto é a sua capacidade de cognição. A criança tem menos recursos porque seu cérebro ainda não desenvolveu a área do neocórtex (responsável racionalidade) . Teoricamente, os adultos, com o cérebro plenamente desenvolvido, não deveriam estar privados de suas capacidades de raciocínio. No entanto, observa-se que  ao estar diante de fatores estressantes são  disparados reações emocionais pré-cognitivas que os levam à perda do controle.

No estado adulto a pessoa é capaz de perceber seu valor pessoal, não se sente humilhada quando as coisas dão errado, não teme ser abandonada, não se sente esmagada pelo sofrimento, consegue lidar bem com situações de mudança, separação ou conflito. Assume a responsabilidade de seus atos, compreende e respeita o ponto de vista do outro e tem em mente presente, passado e futuro. Evitam também  fazer julgamentos apressados pois  sabe que a resolução de problemas exige esforço. Ele é capaz de examinar o contexto da situação sendo realista, conseguindo criar opções e tolerando a ambiguidade sem tornar-se  ansioso uma vez que reconhece suas limitações e  não se compara aos outros, sentindo-se  feliz sendo quem ele é.

Muitos adultos se sentem frustrados com sua incapacidade em lidar com as emoções. Contudo, é possível aprender a desenvolver as capacidades adultas treinando a percepção e o controle sobre as reações emocionais, adquirindo mais confiança em sua capacidade para resolver problemas e superar frustrações.  Para passar de um estado infantili para um estado adulto será preciso aprender a perceber quais são os gatilhos que desencadeiam respostas automáticas irracionais e aprender a reavaliar as circunstâncias buscando respotas alternativas mais eficazes.

O aprendizado emocional exige  tempo, prática e persistência. A orientação de um profissional qualificado é um grande facilitador para guiar o processo de amadurecimento.

Como adulto hoje, você considera que ainda precisa trabalhar algumas imaturidades?

Este texto foi escrito por:
Elisete Costa de Melo
Psicóloga
Cognitivo Comportamental e Terapeuta Familiar
CRP 06/62351

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *